"Although it is not true that all conservatives are stupid people, it is true that the most stupid people are conservative." John Stuart Mill
14
Jan 12
publicado por Tó Zé, às 19:30link do post | comentar

Após ter lido a notícia do website da Rádio Renascença esta tarde sobre os transportes na cidade de Lisboa, fiquei abismado.

Com aquilo que nós, utentes, pagamos, temos direito a uma porcaria de serviço só porque o Estado tem de cortar custos, deixando que os portugueses que vão trabalhar o façam em condições de escravos mal pagos!

Numa altura em que todos falam dos chineses que vieram cá dominar isto, parece-me que o verdadeiro inimigo da pátria, com direito a assento no banco dos réus do tribunal, é verdade seja dita, o próprio Estado, com todos os seus ministros.

Agora consigo perceber porque é que queriam aumentar o horário de trabalho em mais meia hora diária, era suposto que os trabalhadores aproveitassem e lá dormissem.

Numa altura em que tanto se fala de poupar energia, gastar menos combustíveis fósseis e outras patetices, o nosso Estado consegue reduzir os transportes públicos e ainda aumentar os respetivos preços. Cada vez mais concordo com aqueles que levam o carro para o trabalho, apesar de não o fazer, uma vez que vou de autocarro até ao Campo Grande e depois apanho o metro, como muita gente. Mas agora, pagamos mais por um serviço pior. O povo está literalmente a ser explorado, mas, como ouvimos à anos que nos habituámos mal às coisas, não nos importamos e até achamos justo.

Só espero que durante este ano o nosso país chege a uma situação de estado de sitio, onde os mercedes e BMWs dos ministros sejam assaltados pelas pessoas furiosas, e aqui, também estou a pensar na coragem dos portugueses para fazer isto. Eu confesso que considerei aqueles movimentos de acampar na baixa das cidades uma parvoíce pegada, mas, confesso também que apesar de em situação nenhuma serei violento, nunca irei mexer um dedo que seja para defender alguém que vá num carro do estado de ser justamente morto pela população. Eu sempre defendi e vou continuar a defender a paz, mas a partir de agora não contem comigo para a apregoar. Compreendo quem usar a violência, só acho uma pena que o governo dê motivos às pessoas para o fazer.

Voltando ao tema dos transportes, é realmente degradante que um país que tem vindo a tentar desenvolver alguma consciência ambiental, se dê motivos às pessoas para voltarem a usar os automóveis. Estamos a voltar a um período em que os ricos vão nos seus grandes carrões para as empresas e os pobres vão a pagar balúrdios nos autocarros, quando há.

Um país que tentou que as pessoas até usassem os transportes públicos, está a afastar essas mesmas pessoas.

Na minha qualidade de utente, só espero que passe a ser mais barato ir de carro, assim, espero que todos os lisboetas impeçam os membros da alta finança de conseguirem trabalhar, e que, quando cá vierem comissões da Troika ver se está tudo bem, nem a escolta policial os consiga pôr a passar pelo trânsito da capital. Apesar de não ser a favor do protesto pela violência, sou a favor do protesto pela barafunda, que pode provocar estragos económicos muito maiores.


mais sobre mim
Janeiro 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9

16
18
19
20
21

23
24
25
26
27

29
30
31


arquivos
pesquisar neste blog
 
blogs SAPO